segunda-feira, 28 de abril de 2014

Da série: Garoto Enxaqueca

Domingo....

- Filho, vá lavar a louça.
- Não vou!
- Vai sim!
- Não vou!
- Se não for vou tirar o seu celular!
- Pode tirar!

Emoji

Eu desacreditei porque o celular é tudo pra ele, achei que ele cederia na hora. Então tirei. Ele dormiu a tarde toda e quando acordou, mais tranquilo, peguei o celular, dei 5 minutos pra ele ver as coisas dele e mandei-o lavar a louça. Lá foi ele. Bufando, mas foi.

Depois de um tempão ele veio todo machão:

- Eu não ligo mais tanto pro celular. (tipo, pode ameaçar que eu não tô nem aí)
- Até parece, sei que não é verdade. (olhando pra ele e rindo)

Ele deu uma risadinha e disse:

-Você tem razão!

Eu sempre digo: Junte muitas fichinhas de amor enquanto eles forem pequenos e engraçadinhos....provavelmente vai gastar quase todas depois!

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Metade - Oswaldo Montenegro


"E que a força do medo que tenho, não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo o que acredito não me tape os ouvidos nem a boca
Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio.


Que a música que eu ouço ao longe, seja linda, ainda que tristeza
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada mesmo que distante
Porque metade de mim é partida e a outra metade é saudade.


Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece, nem repetidas com fervor,
apenas respeitadas, como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos
Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo.


Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço
Que essa tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que eu penso e a outra metade é um vulcão.


Que o medo da solidão se afaste, que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso, que me lembro ter dado na infância
Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei.


Que não seja preciso mais do que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço.


Que a arte nos aponte uma resposta, mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer
Porque metade de mim é a platéia, e a outra metade é canção.


E que a minha loucura seja perdoada,
Porque metade de mim é amor, e a outra metade... também."



sexta-feira, 18 de abril de 2014

Panoramizando por aí....

Algumas imagens dispensam comentários....como essas aí....

Copacabana - Rio de Janeiro

Pacaembú - SP

Búzios - Rio de Janeiro

Peruíbe - SP

São Vicente - SP

Recife - Pernambuco

Fazendinha - SP

Pacaembú - SP

Praia de Iracema - Fortaleza - Ceará

Praia do Centro - Fortaleza - Ceará

San Francisco - Califórnia

Carmel - Califórnia

Santa Bárbara - Califórnia

Santa Mônica - Califórnia

Griffith Observayory - Los Angeles - Califórnia

Barragem Hoover Dam - Las Vegas - NV

Grand Canyon West (o lugar mais lindo do mundo) - Arizona

Grand Central Terminal - NYC

Peruíbe - SP

Perto de Casa (o sol se indo à esq. e a lua chegando à dir.) - SP

Eu sou MUITO agradecida pelas oportunidades e pela possibilidade de enxergar. Mas, quantas pessoas vêem tudo isso e não dão o devido valor?! Então eu agradeço também (e talvez principalmente) a sensibilidade de sentir e de me emocionar com as paisagens, com as passagens que já vivi, vivo e ainda viverei, com essas "pequenas coisas" tão grandes que fazem parte do nosso dia a dia como o sol, o céu, a lua, as estrelas, que podem às vezes passar desapercebidas.....não por mim!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Mais vale um sorriso triste que a tristeza de não saber sorrir.

Já dizia o "grande pensador", Bozo: "sempre rir, sempre rir, pra viver é melhor sempre rir".

Não é difícil eu me pegar pensando que sou boba porque VIVO rindo. De mim, dos outros (escondida), das alegrias, das tristezas, do fácil, do difícil.

Esses dias mesmo, meu carro PAROU bem na entrada do Carrefour. Eu com horário marcado, cravado, quase atrasado. Desci e fui na mecânica que tem dentro do mercado, sorri (abre caminhos!!rsrs) para o mecânico e pedi se ele podia me ajudar a empurrar meu carro pra dentro para vermos o que tinha. Lá foi ele. Nem deixou que eu ajudasse no trabalho braçal, mesmo eu tendo levado o carro pelo caminho mais longo. Veio um outro colega dele tentar encontrar o problema. Pelo ouvido ele disse: bomba de gasolina. Quando eu lembrei do segredo/alarme, apertei e, "misteriosamente", ele voltou a funcionar. Eu sorri envergonhada, pedi desculpa, dei R$10,00 pro menino que empurrou e ainda brinquei que naquele dia ele estava liberado da academia. Nessa hora eu já estava mais que atrasada pro meu compromisso. Parti com o carro...rindo. Eu ria tanto, que peguei uns 2 motoristas me olhando sem nada entender. Eu estava gargalhando....alto!

Pensei: será que eu sou boba, boba alegre, tipo dãaaaa, quase retardada??? Se sim, se não, eu realmente não sei. Só sei que do jeito que é tem dado certo. Rir das desgraças tem me feito viver mais leve. Fazer os outros rir me faz feliz. E, como em time que está ganhando não se mexe....seguimos assim: sorrindo, rindo, gargalhando, chorando de tanto rir e mostrando as amídalas.
Resumindo...perdendo tempo sendo feliz!


sexta-feira, 11 de abril de 2014

Concurso Coca Cola - Post esquecido quase perdido mas que eu preciso ter aqui pra lembrar!

Essa postagem deveria ter saído ano passado, masssssssssss, de um dia vai pro outro e pro outro e muda o ano e passam os meses. Mas de hoje não passa, afinal, nunca é tarde e sempre é tempo. Mais clichê, impossível. rs

Em maio do ano passado participei de uma promoção da Coca Cola em um outro blog. Sem ser pretenciosa já sendo, depois que mandei a resposta para a pergunta "O que te faz ser essa Coca Cola toda para os seus filhos?" liguei para a minha mãe e disse: - Mãe, acabei de participar de um concurso e tenho quase certeza que eu vou ganhar. Eu realmente gostei (e acreditei) da minha resposta que foi:


"O que me faz ser essa Coca-Cola toda para meu filho é que, além de dar educação e limites, eu o ensinei a fazer bola de chiclete, assobiar com os dedos e andar de bicicleta, afinal, uma das obrigações de mãe é ensinar o filho, mesmo nas pequenas coisas, a ser feliz!"
Talvez se eu tivesse dito que além disso ensinei-o a descer correndo a escada rolante que sobe (sem gente, claro) e a surfar no vagão do metrô (dentro, claro), eles me achariam maluca demais. rs
E é realmente nisso que eu acredito. Quem fica feliz com pouco, fica com muito. Quem só fica feliz com muito, quase nunca fica feliz com pouco. E eu quero mais é que ele seja MUITO feliz! Pequenos momentos, muitas risadas, muito amor!
_________________________________________________________________
Quando me ligaram pra dizer que eu tinha ganhado o concurso e como prêmio uma viagem para o RJ, já imaginei um final de semana inteiro com meu filho na praia, festa, bagunça, um show (sonhar não custa nada, né?!) mas no final o prêmio era um dia (ok, com direito a motorista pra me levar e buscar no trajeto ao aeroporto) com palestras, música, almoço delicioso e mulherada animada, num lugar lindo (Museu da Imagem e Som). Valeu a pena...sempre vale! :o)
No vôo de volta olha quem nos reconheceu e pediu pra tirar uma foto?? Paolla Oliveira! Mentira, ela só pediu pra ser nossa melhor amiga!!rsrsrs