quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Drogas?!?!?!

Depois que fiquei sem TV a cabo em casa ($$ tava curto e as brigas constantes com a Net) tive que me virar pra arranjar diversão nas noites. Ok, sei que o melhor é desligar a TV, ler um bom livro, colocar pendências em ordem etc e tal, mas essa hora ainda não chegou.

CSI é sagrado lá em casa das 21:20 às 22:15h, nos intervalos, novela. E após tudo isso, é dar um giro pelos canais abertos. E que maratona achar alguma coisa que preste.
Descobri o programa A LIGA na Band há um tempo, às terças-feira e gosto muito. Ele é bem dinâmico e os temas são atuais e interessantes. Ontem o programa foi sobre os mais diferentes tipos de drogas, seus males, perigos e afins.
Cheguei à conclusão que:
Muito mais gente do que eu imagino usa drogas;
Que os usuários que mostraram seus rostos: 1) são realmente malucos, 2) não estão nem aí se o chefe vai ver, o que ele vai dizer e pior, o que ele irá fazer, ou 3) são ricos, funcionários liberais, públicos e/ou seus próprios chefes, 4) não teem família ou que todos são loucos (pq sinceramente, se meu filho aparece na TV fazendo apologia às drogas, não sei nem do que sou capaz);
Que o crack realmente veio pra destruir pessoas, famílias, dignidade e etc.
Como eu disse achei o programa interessante mas ao término do mesmo, lá pras 23h e tanto fiquei pensando se, quem viu, ficou amedrontado com todos os malefícios que as drogas causam ou se estavam morrendo de vontade de usar/experimentar.
Para quem já tem maturidade suficiente e dissernimento, ok, mas algum jovem curioso (embora tenha muita gente se tornando viciado depois de velho), em busca de coisas novas (que há muito já deveria estar na cama) pode e, provavelmente sentirá vontade de experimentar algo que, todos os usuários ativos que participaram do programa, disseram ser tão bom/atual/bacana e etc. Digo ativos porque também tiveram depoimentos dos que chegaram ao fundo do poço e hoje estão bem, mas bem em menor número, é fato.
Será que só eu vi e pensei desta maneira?
Agradeço a Deus pela vida do meu irmão que há 16 anos está livre das drogas (curado, não! O cuidado é permanente e até seu último dia de vida! É necessário humildade para reconhecer que a droga é mais forte e vigiar é necessário). Não foi fácil, muito pelo contrário, mas a insistência/busca pelo conhecimento/amor de meus pais surtiu efeito (e tem surtido em tantas vidas que ainda hoje eles tentam ajudar no grupo de familiares que frequentam).
O lado bom é que hoje posso falar abertamente com meu filho de quase 14 anos sobre a dureza que é sair dessa vida "quase" sem volta. Entrar nessa, infelizmente, é muito fácil. Nos dias em que a inversão de valores é explícita é muito difícil educar, mas não desisto nunca, lembra?! E mais: "O exemplo não é a melhor maneira de educar, é a única."
Para quem conhece alguma família que precisa de ajuda: http://www.amorexigente.org.br/

Que Deus nos abençoe e nos ensine a criar nossas crianças.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Corinthians! por meu irmão querido, Lelo.


Sabe o que eu me lembro?

Me lembro de ir junto com o meu pai na casa de seus amigos (Fernando e Foia) e junto com meu tio Luizinho para um estranho ritual: sofrer assistindo os jogos do Corinthians...

...era muito engraçado ver todos sofrendo, xingando e tudo mais: não entendia direito.

Lembro que tinha um cabeludo estranho no time: seu nome era Biro-Biro. Desde o começo comecei a ver que ele era um jogador diferente dos outros... corria muito, dava bons passes e errava um bocado de vezes...

...mas ele não desistia. Meu pai falava a plenos pulmões: "esse sim é jogador do Corinthians!"

Pensava: "Ué, ele não poderia ser jogador de qualquer clube? O que diferenciava ele?". E olha que eu curtia mais o Zenon jogando...

Não entendia direito essa coisa de garra e tudo mais. Até aí tudo bem, não sabia direito das coisas. E aquele time mágico do começo dos anos 80 era assim: tinhoso, marrento, mas que não desistia nunca.

Vieram os títulos de 82 e 83 e eu fiquei muito contente, mais pela felicidade do meu pai, do meu tio e de seus amigos do que por mim mesmo. Usava a camisa preta do Corinthians sempre que jogava bola e, sinceramente, pouca gente usava camisas de clubes naquela época. Na verdade eu não percebia direito isso, era normal para mim.

Tudo mudou para mim quando fui "ao Campo" (meu pai fala assim): entrei no estádio a primeira vez (Pacaembu), vi as bandeiras e senti o grito da torcida: foi uma coisa única, única mesmo. Uma interminável quantidade de coisas evaporou da minha cabeça e passei a fazer parte daquilo, fazer parte do Corinthians. O ápice disso tudo foi o Campeonato Brasileiro de 1990.

Posso falar que me tornei um torcedor de verdade: me tornei corinthiano, já que todo corinthiano é fanático.

De lá pra cá atravessei diversos estados de espírito em minha vida, muita coisa aconteceu. Mas uma coisa não mudou do dia que fui "ao Campo": aqui é Corinthians, porra!!!

Não vou discorrer muito sobre o assunto: só quem é sabe.

Ontem fui ao Anhangabaú para fazer parte deste breve momento: 100 anos... foi bacana, mas era um espetáculo esperado. Mas hoje, ao chegar aqui na Empresa e cumprimentar o motoboy Luciano eu realmente fiquei emocionado. Eu o admiro como corinthiano encardido que ele é e ele (13 anos mais novo do que eu) me admira pelo corinthiano que eu sou.
Nada a ver com títulos, resultados e demais: é o lance da torcida, de usar camisa no dia depois que perde, de gritar até perder a voz quando o time está na lama, de literalmente desconsiderar acompanhantes de outros times, já que não existe outra torcida: só a do Corinthians.

Estou prestes a me tornar pai e espero que o nenê venha com muita saúde e que ele (ou ela, tanto faz) possa desfrutar desta incrível maneira de ver o mundo e as coisas como um corinthiano as vê: um mundo inexplicável, que só dá para sentir...

Vai Corinthians, VAI, não para de lutar...

Corinthians, 100 - por Mauro Beting (palmeirense!!)


Um dos textos mais lindos que já vi! Se lê-lo 100 vezes, as 100 vezes me emocionarei. Que bom!! ;o)
_____________________________________________________________________________________________
CORINTHIANS, 100.
por Mauro Beting em 27.ago.2010 às 12:13h
 
É na quarta-feira. Foi ontem. É hoje. Será sempre. O Corinthians não precisa de data para celebrar. Só precisa de Corinthians.
Pode parecer mesquinho para os outros, onanista, até. Mas isso é Corinthians para quem de fato importa – o corintiano. Basta existir.
O fiel não precisa de jogo, de estádio, de adversário, de futebol, de campeonato, de gol, de vitória, de título.
O corintiano só precisa do Corinthians para ser feliz.
Só precisa de outro corintiano para fazer festa. Ele se encontra pela rua e confraterniza como se visse um Luisinho, um Marcelinho, um Neco, um Neto, um Rivellino, um Sócrates, um Wladimir, um Cláudio, um Biro-Biro, um Zé Maria, um Basílio, um Gilmar, um Brandão, um ídolo. Um corintiano. Que não precisa ser craque, pode até ser bagre. Desde que saiba que a camisa não é um símbolo. É tudo. É Corinthians.
Não é um bando de loucos. É um corintiano. Definição precisa e perfeita. Completa e complexa. Mas simples como um torcedor que ama o time como ama a família. Se não torce de fato mais pelos 11 que jogam por todos que pelos entes queridos. Afinal, é tudo do ente. É tudo doente. É tudo Timão.
O Corinthians não é a vida de um corintiano.
Antes de ser gente ele é Corinthians.
Por isso tanta gente é Corinthians. Num Brasil imenso e injusto socialmente, o campeão dos campeões paulistas é dos maiores fatores de inclusão, justiça e igualdade no país.
Não por acaso é nação dentro deste continente. Tem regras complicadas, tem razões malucas, tem paixões regradas. Tem de tudo e tem para todos no Parque São Jorge. Na casa por usucampeão Pacaembu. No Morumbi tantas vezes palco das festas. No Maracanã campeão mundial em 2000. Nas tantas praças brasileiras que viraram casas corintianas em títulos e troféus. Até mesmo nas dores que não murcharam amores. Até mesmo nas vergonhas nos gramados e nos sem-vergonhas das tribunas e tribunais, o Corinthians sempre soube ganhar como raros, e até soube perder como poucos. Mesmo perdendo a cabeça e perdendo o juízo. Mas jamais perdendo o coração.
Doutor, eu não me engano, mesmo que meu coração seja o oposto do corintiano, não há nada que bata tanto e por tantos como esse que se diz maloqueiro e sofredor, graças a Deus!
Esse prazer de eventualmente sofrer é exclusividade alvinegra. Esse amor não se explica. É um presente. É um dom. É uma doação, mesmo quando mais parece uma danação. É sina que não se explica, que fascina até quem não é, até quem não gosta. Não sei explicar o Corinthians. Nem os corintianos conseguem.
Mas nada disso é preciso. O que importa é que sempre haverá no estádio e em cada canto um fiel. Um estado de espírito alvinegro. Um torcedor que acredita sem ter por que; que torce sem ter por quem; que joga sem ter com quem.
Listar os títulos corintianos não é fácil. Mais difícil é compreender um torcedor que até se orgulha dos fracassos. Até na segunda dos infernos. Em 2008, vi gente acreditando como sempre desde 1910. Vi fiel não abandonando. Não parando. Acreditando. Corintianando.
Fiel pode até ser rebaixado – mas não se rebaixa. Raros sabem perder e ganhar como nenhum outro jamais venceu.
Ainda mais raros (embora muitos) nasceram sabendo que quem ama não perde. Podem até ter times melhores. Mas mais amados?
Nestes 100 anos, não conheço igual.
Até porque quarta-feira não será um dia especial.
Desde 1º. de setembro de 1910, todos os dias são especiais.

          Todos são dias de Corinthians.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Eu e o Corinthians o Corinthians e Eu...juntinhos!!

Não me lembro a data exata da primeira vez que fui ao Estádio...na verdade, nunca liguei muito pra futebol. Nasci Corinthiana em uma família Corinthiana. Tá certo, com alguns poucos (bem poucos) desviados, ninguém é perfeito, né?! Rsrs
 

Só sei que estava no colegial (92/93/94)...era um daqueles jogos à tarde...no Morumbi. Nem me lembro quanto foi o jogo, desde aquele instante a torcida me fez parar no tempo e esquecer de tudo à minha volta: LOVE AT FIRST SIGHT. E aí o jeito foi não me segurar, e sim, me entregar.

O primeiro jogo que realmente lembro foi CORINTHIANS x VASCO, 1995, pela Copa do Brasil. Eu fazia cursinho à noite, cabulei!! Sozinha segui ao metrô Saúde, minha amiga não ia, mas me disse que uns doidos se encontravam lá todo jogo. Quando cheguei, sem conhecer ninguém, já fui superbem recebida. OBS: eu NÃO TINHA INGRESSO. Seguimos para o PACAEMBÚ. Chegando lá, óbvio que não tinha mais ingresso, tive que usar todo o meu charme e.......consegui entrar mesmo sem ingresso (ñ tinha catraca informatizada). Aquilo fervia e o Timão fez 5, emoção total.
Me perdi dos meus conhecidos, mas como desde o primeiro instante aquela torcida que me acolheu, NUNCA me amedrontou e sempre me respeitou como mulher, pra casa de busão eu voltei.
No metrô conheci um menino (com dentes,ok?!rs), namoramos e 1 ano mais tarde ele veio a ser o pai do meu filho. hahahah – sempre levei minhas loucuras muito a sério!!rs

Anos e jogos se passaram, até que eu descobri os Gaviões da Fiel (na vdd já tinha carteirinha desde 95), me encantei pela unidade, pela amizade que lá existia e pelo samba. É, o sangue que corre em minhas veias é de negona!! E dali nunca mais saí. Jogos, ensaios, desfiles....TUDO bom demais!!

 
Foi lá que conheci meu hoje marido. Sinceramente, gostando tanto de futebol e Corinthians (não necessariamente nesta ordem) como eu gosto, seria impossível ter casado com um torcedor de outro time, pois, ir ao estádio (onde eu AMO) com meu marido (quem eu AMO) NÃO TEM PREÇO. Sem contar quando meu filho vai também...aí a felicidade está completíssima.

Na minha Bagagem Centenária carrego muitas lembranças: Pacaembu nossa casa, Morumbi nosso salão de festas, Parque São Jorge nosso Xodó, Canindé, Maracanã e Beira Rio, Avenida Paulista, Centro da Cidade, rua lá de casa.

Para nós o mundo é pequeno comparado ao sentimento que NINGUÉM, se não nós, consegue descrever.

Eu gosto da festa do povo, onde não se leva em consideração onde a pessoa que está do seu lado vive, o importante é que ela, naquele momento, está na mesma sintonia que você, gritando CORINTHIANS. E essa festa sem rostos, sem RG é a mais gostosa porque é espontânea, natural.

Preciso de um parágrafo para as minhas fiéis escudeiras:
 
 
Mari, Re e Cecily. Esse quarteto não é mole, e cada momento juntas é especial demais. Principalmente a Mari que é minha amiga há 20 anos...e poder dividir mais estas emoções....sem palavras.
 
Nosso estádio, nossa tão esperada casa vai chegar. O marido disse que não vê a hora de ter $$ pra ficar em um camarote. Eu: Como?Camarote?Você vai sozinho, eu vou de arquibancada!
Não adianta, o tempo passou, a torcida mudou, mas não abro mão da minha arquibancada. Daquela energia que chega até a dar choque, daquela mão batida na hora do gol na outra de quem nem se conhece. É lá que posso extravasar minha ansiedade, só lá. De lá não saio, de lá ninguém me tira. E meu anjo marido que sempre entende minhas loucuras, sorri.

E é isso, e ontem eu tive o privilégio de fazer parte da maior festa que o MUNDO já viu neste sentido. No maior estilo Corinthiana Maloqueira e Sofredora (Graças a Deus) fui para o Anhagabaú de "busão" e metrô.
 
 
 
Poderei dizer ao meu(s) filho(s), meus netos: EU ESTAVA LÀ. Junto à multidão alucinada, gritando sem parar. A festa que ontem nos foi proporcionada para o CENTENÁRIO DO TODO PODEROSO SPORTE CLUBE CORINTHIANS foi uma festa sem precedentes, inimaginável à qualquer um. Pensando hoje parece que foi um sonho, sério mesmo. Mas como eu disse, só quem é sabe. Só quem é tem o presente de saber como é. É difícil de acreditar mas encontrei 4 pessoas que vieram de outros países para comemorar conosco. Sinto muito aos outros, ISSO É SÓ NO CORINTHIANS.

PARABÉNS àqueles que nos cederam o nosso nome, lá da Inglaterra;
PARABÉNS aos que à luz do lampião acreditaram (mas aposto que não tiveram noção do que viria a ser) que valia a pena algo do e para o povo;
PARABÉNS à cada jogador que vestiu o manto sagrado com todo o respeito que o TIMÃO e a FIEL merecem. PARABÉNS aos técnicos, preparadores, seguranças, gandulas, funcionários e etc;
PARABÉNS À MASSA, FIEL TORCIDA, NAÇÃO CORINTHIANA, que a sua voz jamais se cale; principalmente aos que estão fora de SP, que, mesmo sem poder frequentar os estádios com frequência, não permite q a chama se apague, amar com proximidade é fácil. PARABÉNS ao nosso eterno presidente Vicente Matheus, aquele q tratava o Timão como um filho e até $$ do seu próprio bolso tirava; PARABÉNS à Danúbia, corinthiana de carteirinha e que hoje, festeja lá do céu (e parabéns à todos os corinthianos lá de cima também).
PARABÉNS à Gaviões de Fiel, Pavilhão 9, Camisa 12, Coringão Chopp, Estopim e etc....que a união prevaleça sempre, afinal, a responsabilidade de vocês é cuidar do patrimônio maior, a vida e a dignidade do CORINTHIANS.
ps:  Eu continuo sendo a favor da Torcida Única!!

Em primeiro lugar agradeço a Deus por me fazer Corinthiana. Por ter me dado visão, audição e sentimento. Por me proporcionar esta alegria sem fim, esse AMOR de que posso falar com tanta propriedade: o CORINTHIANS faz parte da minha vida, é sangue do meu sangue, dia a dia, mesmo antes de eu nascer. O amor é mesmo brega, fazer o que?!
Agradeço à mamãe por (mesmo ser totalmente anti corinthiana) permitir (bem à contra gosto) por vários anos a minha ausência no almoço do dia das mães. Mas tb, porque quase todo ano a final tinha q ser exatamente neste domingo?!rs

Obrigada ao SPORT CLUBE CORINTHIANS PAULISTA que me acolheu com tanto zelo, mesmo às vezes tendo me deixado cair do berço (rsrsrs) é AMOR INCONDICIONAL.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Quanto tempo....


Nossa, quanto tempo sumida daqui....
Bom, vamos ao que interessa, novidades:
Na vdd não tenho nenhuma novidade bombástica...
Trabalho: antes eu reclamava q ficava muito tempo ociosa e cheguei até pedir a Deus q mudasse isso. E ele atendeu. Minha vida profissional anda corrida ao máximo, pedi e recebi um merecido aumento. Não parei de organizar eventos desde o início do ano. Semana q vem tenho feira no Center Norte e passada esta feira já darei início ao projeto da CeMAT. Essa sim será uma super mega feira...Terei 2 estandes um de 400 e outro de 600m² e tenho certeza de que será um sucesso (modéstia a parte, como sempre, sou boa pra fazer eventos!! hehe). Não sei se comentei mas fui "convidada" a ter meu inglês perfeito até janeiro e sinto que estou bem melhor. Os gringos ligam e eu já não suo como antes, mesmo não entendendo TUDO...rsrs - Ano que vem tenho um super projeto...mas só conto quando estiver mais perto..hehe
Filho: não sei se porque ele está de férias, embora tenha sentido antes, mas ele melhorou muito. Não ficou de recuperação este semestre, não sei se o fato de o marido ter oferecido R$150,00 caso isso acontecesse, ajudou (óbvio!!rsrs). Mas estamos nos entendendo melhor, talvez ele tenha aprendido (na marra) q mentir e enganar não ajuda, pelo contrário, só prejudica. Tenho sentido cada vez mais q ele tem se comunicado melhor e pra mim, a comunicação é a base de tudo, sempre. Temos nos divertido muito, altos papos etc e tal. Levanto as mãos aos céus e agradeço pois todas as minha dores de cabeça, estresses e os incontáveis NÃOS estão fazendo efeito agora. Sou uma mãe chata e me orgulho disso. Converso com ele e consigo enxergar que ele pode ser arteiro e tal, mas que ele é uma boa pessoa, tem pensamentos interessantes, ambição, uma vontade de trabalhar (!!!) sem tamanho. Meu pequeno filho cresceu!!! Consigo ter uma conversa de igual pra igual e é muito legal pq tenho ciência de que no auge dos meus 34 anos sou uma mãe/esposa/filha moleca pra caramba (vcs não fazem idéia...hehe) e aí ele que é um adolescente no auge tb....confesso q nossos pensamentos batem em muitas coisas. E por mais q ele esteja nessa fase conturbada, eu ainda consigo colocá-lo no meu colo e cobrí-lo de beijos #tonemaí, agarro mesmo!! rs. E é isso, Deus soube bem escolher quando me enviou um menino...Tks Lord!!
Marido: Estamos melhor, criando menos casos...nos entendendo melhor tb!! UFA!!rs - Ele é advogado e iniciou numa carreira solo faz poucos meses...mas já está colhendo uns frutinhos. Torço muito por ele independente de ser meu marido. Só eu sei a força que ele deu e dá por essa carreira. Viva!
____________________________ps. a feira já passou e foi um sucesso...rs...o filho voltou a dar trabalho...rsrs...mas continuo firme e forte pq sei q a educação fará dele uma pessoa melhor!! ;o)
Escrevo aqui do RJ lugar onde tenho vindo pelo menos 1x por mês...como eu adoro mudar de ares...show!!
Dezembro farei um minicruzeiro até Búzios ...nós três, papai, mamãe e 2 tios meus...ebaaa...sempre quis!!!
Até a próximo post #life...agora vou escrever outro....rs

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Tolerância ZERO!!



Como estou intolerante, meu Deus!! Sei que preciso mudar, relaxar um pouco, se não vou enlouquecer. Acontece que o "nem aí" de algumas pessoas me deixa maluca! E como depender da "boa vontade" dos outros é inevitável...meu estresse anda nas nuvens. Deus me ajude!! E nada melhor do que sorrir e rir muito pra esse péssimo sentimento passar, lá vai:

"Hoje na hora do almoço eu estava na fila do elevador e veio uma criatura e perguntou, está na fila? Fingi que não ouvi para não responder: não estou aqui porque gosto de ficar em pé atrapalhando os outros..."
 
 
1) Quando você chega no bar e pede uma cachaça:
- no Copo?
- Não, animal, derrama no chão e traz no rodo !!!!!!!!!!!!!!
 
2) Quando te veem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam:
- Você ta dormindo?
- Não, tô treinando pra morrer!
 
3) Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
- Tá com defeito?
- Não é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.
 
4) Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam:
- Vai sair nessa chuva?
- Não, vou sair na próxima. (hahahahahahahaha)
 
5) Quando você acaba de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta:
- Acordou?
- Não. Sou sonâmbulo!
 
6) Seu amigo liga para sua casa e pergunta :
- Onde você está?
- No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá! (cara, essa é o melhor do mau humor !)
 
7) Você acaba de tomar banho e alguém pergunta:
- Você tomou banho?
- Não, mergulhei no vaso sanitário!
 
8) Você tá na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta:
- Vai subir?
- Não, não, tô esperando meu apartamento descer pra me pegar. ( morri de rir !! )
 
9) O homem chega à casa da namorada com um enorme buque de flores. Até que ela diz:
- Flores?
- Não!!!!!!!! Cenouras. (tolerância: -100)
 
10) Você está no banheiro quando alguém bate na porta e pergunta:
- Tem gente?
- Não! É o cocô que está falando!   (Essa Ótima)
 
11) Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar:
- Em dinheiro??
- Não, me dá em clips e borrachinhas.....

sexta-feira, 4 de junho de 2010

O frio é relativo!! rsrs - muito bom!!

O frio é relativo!!

> 30º C ou mais
> Baianos vão à praia, dançam, cantam e comem acarajé.
> Cariocas vão à praia e jogam futebol.
> Mineiros comem um 'queijin' na sombra.
> Todos paulistas estão no litoral e enfrentam 2 horas de fila nas padarias e supermercados da região.
> Curitibanos esgotam os estoques de protetor solar e isotônicos da cidade. 

> 25ºC
> Baianos não deixam os filhos saírem ao vento após as 17 horas.
> Cariocas vão à praia mas não entram na água.
> Mineiros comem um feijão tropeiro.
> Paulistas fazem churrasco nas suas casas do litoral, poucos ainda entram na água.
> Curitibanos reclamam do calor e não fazem esforço devido esgotamento físico.
>
> 20ºC
> Baianos mudam os chuveiros para a posição 'Inverno' e ligam o ar quente das casas e veículos.
> Cariocas vestem um moletom.
> Mineiros bebem pinga perto do fogão a lenha.
> Paulistas decidem deixar o litoral, começa o trânsito de volta para casa.
> Curitibanos tomam sol no parque.
>
> 15ºC
> Baianos tremem incontrolavelmente de frio.
> Cariocas se reúnem para comer fondue de queijo.
> Mineiros continuam bebendo pinga perto do fogão a lenha.
> Paulistas ainda estão presos nos congestionamentos na volta do litoral.
> Curitibanos dirigem com os vidros abaixados.
>
> 10ºC
> Decretado estado de calamidade na Bahia.
> Cariocas usam sobretudo, cuecas de lã, luvas e toucas.
> Mineiros continuam bebendo pinga e colocam mais lenha no fogão.
> Paulistas vão às pizzarias e shopping centers com a família.
> Curitibanos botam uma camisa de manga comprida.
>
> 5ºC
> Bahia entra no armagedon.
> César Maia lança a candidatura do Rio para as olimpíadas de inverno.
> Mineiros continuam bebendo pinga e quentão ao lado do fogão a lenha.
> Paulistas lotam hospitais e clínicas devido doenças causadas pela inversão térmica.
> Curitibanos fecham as janelas de casa.
>
> 0ºC
> Não existe mais vida na Bahia.
> No Rio, César Maia veste 7 casacos e lança o 'ixxnoubórrrrdi in Rio'.
> Mineiros entram em coma alcoólico ao lado do fogão a lenha.
> Paulistas não saem de casa e dão altos índices de audiência a Raul Gil, Gugu Liberato, Luciana Gimenes e Silvio Santos.
> Curitibanos fazem um churrasco no pátio... Antes que esfrie...

terça-feira, 1 de junho de 2010

Significado da taroterapia para o meu (seu) nome!!


Gente, não acredito em nada dessas coisas...tarô, horóscopo e etc...acho q somos uma mistureba de sentimentos e ações!!
Mas como uma amiga minha me mandou...resolvi fazer...heheeh - Tem que digitar seu nome completo: http://www.taroterapia.com.br/arcano/cap.html
____________________________________________
 
Eu sou:
 
Seu Arcano Pessoal é:

16 - A TORRE

Palavras-Chave:

Fim da Ilusão e Reestruturação



- Um acontecimento marcante a nível psicológico ocorreu aos 16 anos; (como ñ lembro de nada quase nunca...mas se fosse TÃO marcante acho q eu lembraria!!rs)- Empenho e busca da verdade; (vdd)- Se cobra muito; (vdd)- Pode ter prejuízos por neglingência; (é, as vezes sou desencanada demais...)- Cuidado ao assumir posições de comando; (sinceramente acho que nasci pra ser mandada!!)- Realismo; minha frase acima demonstra isso!! ;o)- Escravo(a) da imprevisibilidade; (detesto imprevistos!! O pior é q minha cara demonstra isso!! rs)- Testes de fé e otimismo; vdd- Cuidado com as precipitações; as vezes a minha falta de paciência dá nisso...em compensação minha comodidade me faz pensar mais do q deveria...-Quebra velhos valores; (roubar, matar, mentir pra mim sempre será errado!!)- Evite a rigidez consigo mesma; vdd-Não seja radical; vdd-Atenção a acidentes pessoais; (sou estabanada demais da conta!! rs)-Fortificou-se ou amadureceu através de uma perda; (errou, de um ganho!!Meu filho lindo!!E não aos 16, mas aos 20!!)-Convicções poderosas; vdd-Postura honesta; vdd-Fidelidade aos seus princípios; vdd-Não se deixe sucumbir pelas preocupações; vdd, detesto ser assim!!-Respeite as hierarquias; poxa, respeito tanto....-Capacidade construtiva e moderação; vdd-Tem que estar 24 horas com os "pés no chão"; vdd..seria bom voar às vezes...-Tire sua "armadura" emocional; difícil, heim?!-Personalidade marcante; vdd, mas meu marido traduz isso como chata!! rs-Vença o pragmatismo ou toda sistemática; difícil...-Nunca tenha preconceitos; difícil²-Voe baixinho (e depois poderá atingir as alturas); hei de conseguir!!-Evite o fatalismo; ;o)-Sintonizado(a) psiquicamente com cataclismas e mudanças no mundo; vdd sonho em ver um mundo melhor!!-Exerça com sabedoria seu poder; (ommmmm - mantra!!)-Não seja apressada; detesto andar devagar!! o dia (a vida) é muito curto pra isso!!-Íntegra e direta nas opiniões; direta?? depende do ponto de vista!!rs-Trabalhe suas culpas; sim, sempre!! Quem ñ tiver q atire a 1ª pedra!!-Confronta o fanatismo; pq infelizmente o excesso gera o mal!!-Não faça "tempestade de um copo d'água"; hahaha...mania boba...mas to aprendendo...o que consigo é deixar a tempestade dentro de mim mesma!!rs-Luta para manter a segurança material; vdd!!-Não imponha nunca; difícil...mãe/esposa/chefe mandona...rsrs-Zela pela segurança alheia; sempre pensando nos outros...dizem q sou mãezona mesmo!!-Crises de identidade quando adolescente; não me lembro, só sei q sempre gostei de homem!!rsrsr-Trabalhe o pessimismo ou indiferença; vdd...difícil, mas 1 dia eu consigo!!-Cuide da coluna vertebral, articulações, atenção a cortes ou   queimaduras; sou estabanada, lembra?! Mas ficarei (tentarei) ficar atenta!!-Tem o poder de derrubar a falsidade ou desmascarar os outros; faço questão!!!-Perdas estranhas podem acontecer; como boa esquecida que sou, vivo perdendo coisas também!! rs-A humildade é caminho para o sucesso; Deus, principalmente!! Amém!!-Quer entender tudo ao mesmo tempo; quero e sempre acho q os outros não farão direito...difícil delegar...-Vire a página das antigas dores; dores? que dores?-Coordene seu trabalho paralelamente ao emocional; vdd...preciso de um terapeuta!! Meus cabelos clamam por isso!! rs-Vá fundo em si mesma; deep and deep...-Valorize tudo o que tem e agradeça; Deus me ensinou muito bem isso!!Agradeço every single day!!-Não se puna; Eu não...sou errante, tenho meus defeitos...e o 1º passo é reconhecê-los!! Depois dos 30 tenho visto com os olhos da alma...Tks God!!-Evite os deprimidos ou pessimistas. Vdd, ñ tenho muita paciência (e pra outras coisas tb!!rs) pra gente q só chora da vida...e de pessimista (em tratamento) já basta eu!!
VIVA A VIDA!!! Obrigada Senhor pela vida ser exatamente da maneira que ela é!!!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Você confere item a item da sua compra??



Acredito que esse "problema" (roubo??!!) não aconteça somente comigo...e com minha mãe!!
Não sei se fazem a conferência, mesmo embora seja impossível de lembrar todos os valores dos itens, mas alguns supermercados são mestres na arte de quererem te cobrar mais em alguns itens. Mais impressionante ainda é que sempre teem uma boa explicação para tal. Ou o produto saiu da promoção ontem, ou o moço esqueceu de alterar o valor, mas a verdade é que eles roubam aqueles que não conferem e pior, aqueles que não sabem de seus direitos.
Um dia disse, acho que aqui mesmo, que faço questão de cobrar os meus R$ 0,05...e faço mesmo!!!
Por isso fiquem atentas à sua conta de supermercado!!
De centavo em centavo, não ficamos pobres, apenas fazemos com que eles não tenham a certeza de que nos fazem de trouxas!!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Virada Cultural - 15/05/10

Como a noite não estava tão fria e tínhamos ficado o dia todo em casa, o pique tomou conta de nossas vidas e para a Virada Cultural fomos nós 3!!
Ver o centro da cidade tomado de gente...galera na rua dos 8 aos 80, festejando, é muito bom de ver!!
Curtimos o baile do Simonal, um pouco de Jair Rodrigues e depois fomos para o Lgo S. Francisco curtir uma música eletrônica. O Gabriel estava se achando "O" baladeiro...realmente foi muito bacana curtir em família.


O lado ruim/triste foi: ver MUITOS jovens usando drogas, dos mais variados tipos...ver o que eles estão fazendo com seus próprios corpos, especificamente, o tamanho dos alargadores que carregam em suas orelhas que, por não ser elástica, ao tirá-los, ficarão com aqueles buracos medonhos pendurados. Pergunto: que tipo de emprego um jovem desse poderá ter quando crescer?? Cadê os pais dessa galera para instruí-los??
De resto foi ótimo e terminamos nossa madrugada na deliciosa Galeria do Pães...hummmmm

Seleção Brasileira!!

 
Muito se falou da escalação do Dunga....mediana, péssima, burra....
A única coisa que eu acho e que espero que um dia se faça é:

- Que os convocados joguem TODOS no Brasil.
 
Não acho justo, não acho certo a seleção de um país ser composta por 98%, 100% de gente que joga no exterior. Que participação eles teem em representar o país que pouco, nada conhecem nos dias atuais??
Eles não abriram mão da família e de várias coisas pra ganhar mais $$$? (não conheço outra razão de se jogar fora...)
Então que estejam cientes de que, caso optem por isso, não poderão vestir a tão sonhada (ou não) amarelinha.
DU-VI-DO que dentro do país não tenhamos jogadores à altura para cada uma das posições.
Esta é minha sugestão e desejo!!!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Corinthians do meu, do NOSSO coração!!


E DAÍ?

6 maio, 2010

Acabou. E acabou cedo, mais uma vez. Acabou precoce. E DAÍ? Existem coisas que deveriam continuar e acabam e existem coisas que deveriam acabar e continuam. No futebol é assim. Na vida é assim.
O que ficam são lições. Lições que teimam em nos ensinar, mesmo sem querer, todos os dias. E nós, torcedores limítrofes, fingimos não entender o que dizem nossos professores. Professores, não mestres. Estão muito longe de serem mestres.
Mas com o fim da Libertadores, acabaram-se as desculpas também. Nada agora é prioridade, a não ser entender essas lições. Quando nos falaram, no meio do ano passado, que o Campeonato Brasileiro não era prioridade, mas que a Libertadores era, a gente já deveria ter aprendido. Quando nos disseram que tínhamos um planejamento, a gente já deveria ter aprendido. Quando nos disseram que fulano era ídolo e que deveríamos apostar tudo nele, a gente já deveria ter aprendido. Quando nos disseram que ciclano viria, trazendo com ele todo o dinheiro do mundo, a gente já deveria ter aprendido. Quando nos prometeram mundos e fundos e depois trocaram o discurso, a gente já deveria ter aprendido. Quando nos ofereceram business ao invés de bola, a gente já deveria ter aprendido. Quando nos anunciaram que o ingresso triplicaria, quadruplicaria para pagar todo este circo, a gente já deveria ter aprendido. E negado. E rechaçado. E lembrado de toda a nossa história.
São cem anos de lições. E, muito provavelmente, não levantaremos nenhum caneco para coroar isso. Mas nunca precisamos. Nunca. Não nestes cem anos. Não existe nenhum ouro, prata ou bronze que brilhe mais do que a nossa história. Nem taça tão grande que nos seja digna de trocarmos o que os cinco operários do Bom Retiro começaram lá atrás, em 1910.
Quiseram dizer para a gente que Libertadores e Centenário eram sinônimos. Teve quem confundisse, mas nesta hora já deve ter percebido o equívoco. O Corinthians é maior do que a Libertadores. Muito maior. E maior do que qualquer campeonato, já conquistado ou não. Maior do que os seus 26 campeonatos paulistas somados, inclusive o de 1977. Maior do que os seus quatro campeonatos brasileiros, incluindo o de 1990. Maior do que o seu Mundial. Maior do que seu tricampeonato da Copa do Brasil. Maior do que todos os campeonatos que estão por vir. Porque eles só são parte de uma história.
Uma história de ditadura e democracia. De fila e de conquistas. De torcida grande e de torcida gigante. De patrões e operários. De sanguessugas e de gente que dá o sangue. De desgraça e de alegria. De gol de placa e de pisada na bola. De altos e baixos. De dinheiro e de dureza. De preto e de branco.
História feita por Joaquim Ambrósio, Carlos da Silva, Rafael Perrone, Antônio Pereira e Anselmo Correia. Por Rebolo, Sócrates, Joca, Edmar, Zinho, Tuquinha, Pulguinha, Leonor, Rafael, Madalena, Arethuza, Kazuo, Edson, Turco, Paulo, Zé, Thiago, Neco, Neto, Juliana, Thiago, Mariane, Maria, Bruna, Thaís, Wladimir, Donato, Basílio, Baltazar, Mineiro, Ado, Tobias, Rodrigo, Justino, Edvaldo, Gleison, Flávia, Kayan, Yvan, Inaté, Anderson, Augusto, Diego, Fabrício, Mário, Tico, Luciano, Claudinei, Roneibo, Douglas, Pantcho, André, Thaís, Débora, Eduardo, Tonhão, Monga, Ninja, Olivetto, Domingos, Juca, Daniel, Danilo, Marcelo, Geléia, Paracatá, Batata, Denílson, Roberto, Márcio, Waleska, Tatiana, Tamara, Keisy, Fábio, Silvio, Aline, Dentinho, Christian, Ronaldo Giovanelli, Baltazar, Geraldão, Vinicius, Paula, Priscila, Camila, Sarah, David, Alexandre, Bruno, Tupãzinho, Karol, Luzia, Marcela, Marcelo, Fátima, Elaine, Geni, Elisa, Dirce, Flávio, Júlio. Por outras 30 milhões de pessoas. História de uma nação.
Eu espero que dessa vez a gente tenha aprendido algumas lições. A primeira delas é a da grandeza do Corinthians. Nós somos gigantes. A outra é de que a Libertadores não é o Centenário. E a de que a conquista da Libertadores só terá toda essa importância quando couber na nossa história. Quando for digna de fazer parte de todas as nossas outras conquistas. Quando for suada, na raça, com gente honrando a nossa camisa PRETA e BRANCA. Com dinheiro suado, apertado, mas justo. Sem que a gente precise sacrificar metade do nosso orçamento familiar para fazer parte da festa. Sem que a gente precise soltar fogos de artifício aos borbotões no primeiro jogo como se fosse o último. Quando a gente parar de tratá-la como obrigação, como se fosse a última coisa que a gente tem para fazer nesta vida. A nossa obrigação é outra. É honrar a nossa ideologia. O nosso hino, o nosso emblema, a nossa tradição. Os nossos fundadores. Os nossos ídolos. Os verdadeiros, não os falsos. A nossa torcida.
Quando a gente disser não para esta história de futebol moderno. Porque se tudo o que a gente viu for a tendência do futebol moderno, então eu espero que o Corinthians pare no tempo. Que se enraíze nos seus 100 anos e fique. Que a gente ignore solenemente o exemplo do tal primeiro mundo, que a gente não tente transformar o nosso futebol no modelo europeu. Antes que o nosso ingresso seja cobrado em euros e a gente continue recebendo o nosso salário em reais. Antes que o futebol seja território somente de patrões, empresários e executivos pernas de pau e a gente ignore nosso povo também motoboy, pedreiro, operário, servente, manicure, faxineiro, empregado, trabalhador. Antes que o futebol seja feito para europeus enquanto a gente continue aqui, brasileiríssimos.
Por Leonor Macedo http://eneaotil.wordpress.com/2010/05/06/e-dai/
__________________________________________________________________________

A manhã de 6 de maio...
Aquele gosto amargo de saliva acúmulada no canto da boca junto com aquela tensão atrás dos olhos que parecem que iam saltar a face são seguidos de uma tristeza imensa ao perceber o que aconteceu...
...novamente o Corinthians, o time do povão (e meu também), foi eliminado da Copa Libertadores.

Talvez precocemente, injustamente, sei lá...
...mas o fato é que fomos eliminados: sim todos nós do clube, da torcida, jogadores caimos fora.

A incrível e incomparável capacide de mobilizarmos corações e sentimentos é novamente subjulgada pelo fracasso na Competição que mais almejamos nos últimos 15 anos. Vale lembrar que o maior campeonato do universo, o Paulista de 77, nós já conquistamos.
Este gosto de frustação enlatada misturado com os buzinassos de nossos rivais (os palmeirenses), brados do futebol arte (os santistas) e a euforia histérica delas são de desanimar.

Me despeço, vou embora: no caminho de casa vou vendo corinthianos, que como eu, em sua maioria estão barangãdans. Uns poucos furiosos, promovem quebra-quebras, mas esses poucos fazem isso na vitória de time de curlling também. Outros tantos vão encontrar em 572 cervejas a saída momentãnea desta frustação.

Chego em casa, tomo um banho e dou uma olhada em uma camisa preta do Corinthians que está no mancebo. Meio judiada, tá ela ali, quieta. Durmo como um rinoceronte abatido...
...dia 06 de maio clareia: despertador chato, chinelos, escova de dentes e barba: rito pré ducha. Volto ao quarto e olho a camisa preta... sabe de uma coisa?

ELA CONTINUA ALI, SIMPLES COMO O PRETO E O BRANCO, IMPOSSÍVEL COMO O SÍMBOLO E FRANCA COMO O AMOR.

Uma euforia me toma de assalto:

- separo uma camisa social: preta
- separo um terno: preto (meias, cinto e sapato também)
- ...coloco uma gravata azul e paro.

Como um reflexo muscular, grito sozinho no quarto: É CORINTHIANS, PORRA!
Arranco a gravata azul e coloco uma preta, completamente preta. Grito de novo: É PRETO E BRANCO, PORRA!

Levo a cachorra passear, dou comida para ela, saio com o carro e vou para o trabalho com a rapidez do Mirandinha.

Quando lá chego, sou seletivo: dou um forte abraço em todos os corinthianos, ligo para diversos deles só para falar que eu sou como eles: CORINTHIANO, MALOQUEIRO E SOFREDOR!

...todos entendem, afinal "só quem é, é".

Na hora do almoço encontro diversas pessoas com a camisa do Timão, andando um pouco acanhadas, mas sem medo: para todos falo - É CORINTHIANS!

...percebo como é constrangedor este tipo de comportamento para quem não é corinthiano, é algo que chega a dar medo nos outros... IMPAGÁVEL ISSO!

...e digo: NADA COMO UM DIA APÓS O OUTRO. Estou cagando para tudo e todos, sou CORINTHIANS!

...domingo, dia 9 de maio, tem jogo. Pronto, resolvido.

Um abraço na alma dos alvinegros do Parque São Jorge.

Por Lelo, meu querido irmão de sangue e de time, a quem devo um pouco desse louco, estranho e inexplicável amor por algo que nada nos dá em troca além de alegrias, tristezas, emoções e expectativas: SPORT CLUBE CORINTHIANS PAULISTA.
______________________________________________________________________


Obrigada Senhor por isso. Amo MUITO (e sempre amarei) TUDO isso!! Só quem é, é!!!